Quem faz treinamento empresarial sabe que usar novas tecnologias é um sinônimo para buscar eficiência. Tanto para os resultados de ensino quanto para os resultados operacionais.

Os chatbots apareceram nos últimos anos como ferramentas úteis em diversos aspectos, mas também podem contribuir na educação corporativa? Se podem, como? Neste texto vamos falar mais sobre esse novo modelo conversacional em treinamentos empresariais.

O que é um Chatbot?

Um chatbot é um serviço baseado em especificações técnicas e, em algumas vezes, inteligência artificial. Interagimos com esses serviços por meio de interfaces conversacionais (Conversational Interfaces — CI). Essas interfaces podem acontecer via texto (mensagens) ou voz (assistentes de voz).

Estes serviços podem fazer uma grande variedade de coisas. Da venda automática de ingressos do cinema, a serviços mais pessoais, como uma ligação para agendar um corte de cabelo.

Em maio deste ano, a Google fez diversos lançamentos no seu festival de desenvolvimento na Califórnia. Duplex foi uma das mais impactantes e discutidas, representando um incremento gigantesco em inteligência artificial nas atuais interfaces conversacionais.

Veja como isso funciona na prática:

O assistente da Google faz diversas ligações, respondendo de maneira natural e sequer transparecendo aos ouvintes que são bots — robôs.


Google Duplex Demo (Google I/O 2018)

If you think you can have a meaningful conversation with a human, you’ll be able to have a meaningful conversation with an AI in 2029. But you’ll be able to have interesting conversations before that,” Kurzweil, The Verge.

Por que usar Chatbot no treinamento empresarial?

O setor da educação é conhecido por ser lento na absorção de novas tecnologias, mas este cenário é um pouco diferente para os treinamentos empresariais, onde se investe mais em tecnologias educacionais em buscas de resultados melhores em performance e redução de custos.

Chatbots podem ser incrivelmente inteligentes e úteis na operação de treinamentos empresariais.

A educação online empresarial está fundamentada em 3 pilares:

  • conteúdo
  • tecnologia
  • relacionamento

Os bots geram conteúdo relevante utilizando machine learning, oferecem interações pensadas na experiências de uso e estabelecem um relacionamento próximo com o público. Além de viabilizar o atendimento em larga escala, com preço baixo e alta qualidade.

De acordo com uma pesquisa da DigitasLBi, 37% dos consumidores americanos — e 48% dos millennials — estão abertos para receber recomendações ou conselhos de chatbots.

Sabemos que a aprendizagem não é um evento único, em que o aluno entra em contato com o conteúdo exposto uma única vez, e a partir de então já aprende todos os seus aspectos. O processo de aprendizagem depende de diversos contatos com o conteúdo estudado, em diferentes níveis e formatos.

Assim, é possível utilizar chatbots para recomendar conteúdos, realizar ações educacionais e evitar a curva do esquecimento, conhecida também como Spaced Interval Learning, quando o aluno começa a esquecer o conteúdo visto anteriormente.

Como usar no treinamento empresarial?

É preciso aplicar uma estratégia educacional que dê sentido ao uso da tecnologia no processo de ensino e aprendizagem. Seja na educação formal, livre ou corporativa, qualquer inovação deve ser aplicada para melhorar a forma como ensinamos ou então influenciar na forma com os alunos aprendem.

Os chatbots podem ser usados para executar diferentes ações em treinamentos empresariais:

  • Enviar ações de reforço;
  • tirar-dúvidas 24/7;
  • personalizar conteúdos de acordo com o desempenho médio;
  • automatizar interações programadas.

O estudo autodidata da educação online demanda muita disciplina e acompanhamento. Todas essas ações qualificam o processo de ensino e aprendizagem, potencializando os resultados alcançados pelo investimento.

Outros usos para Chatbots:

Os times de vendas e marketing digital já usam chatbots há algum tempo. São diversas ferramentas e serviços para prospectar, engajar e reter clientes. Empresas como Intercom, Huggy e O2Obots são alguns exemplos.

Por Mushfiq

E assim como o processo comercial tem otimizado seus resultados por meio de chatbots, a educação também está cursando o seu caminho. No Institute of Technology na Georgia, assistentes com inteligência artificial da IBM têm sido utilizados pelos professores para otimizar o trabalho operacional e focar em conhecimentos mais estratégicos.

Conclusão

Além do conceito, vimos como o uso dos Chatbots pode contribuir na educação corporativa. Também analisamos suas aplicações em treinamentos empresariais e vimos a aplicação de novas tecnologias, como a assistente da Google.

Considerando que 1.4 Bilhões de pessoas usam serviços de mensagens atualmente, podemos afirmar que investir em comunicação por meio chatbots será cada vez mais relevante. E você? Já usa essa tecnologia? Conta pra gente!

Curso:
Como implementar EaD na sua empresa

 

Bruna Ferencz

Designer entusiasta do desenvolvimento de produtos. É mãe do Pedro e early adopter, sempre de olho nas tendências tecnológicas. Luta por experiências digitais mais simples e divertidas.


Temas do blog



Dê sua contribuição