Você planejou todo o seu treinamento, produziu o conteúdo, e ele está pronto para ser aplicado! Agora você precisa convidar seus colaboradores para que eles participem efetivamente do treinamento, certo?

Certo! Mas… Qual a melhor forma de convidar? Existe convite ideal? Por onde eu convido, por e-mail, LMS, TV corporativa?

Fique tranquilo(a). No post de hoje vamos responder essas perguntas e mostrar o passo a passo para você criar os convites para seus treinamentos corporativos. 

Vem comigo!

Passo #1 – Conheça o público-alvo

Para começar, existe um formato padrão para você convidar seus colaboradores para seus treinamentos? Não. Isso porque varia de acordo com o seu público, e portanto, devemos fazer sempre um bom planejamento antes.

Ao entender o público você consegue extrair informações importantes que ajudarão a definir o melhor formato de convite para o seu treinamento. Por exemplo:

  • Se é um público ativo na internet, talvez um convite por e-mail seja mais efetivo do que um cartaz na entrada da empresa.
  • Se for um público que tem um bom engajamento nos cursos que você já faz, um convite dentro do LMS pode funcionar muito bem também.

A estratégia escolhida para convidar e engajar seu público depende dessa análise do comportamento. Para ajudar nessa análise você pode definir a sua persona, e aqui tem um template que te mostra como fazer isso.

Passo #2 – Defina os formatos a serem utilizados

O próximo passo é mapear todas as mídias que você tem disponível na empresa para utilizar, ou seja: E-mail, TV corporativa, Intranet, Murais, LMS, etc. Veja os locais que você pode veicular o seu convite e fazer com que os colaboradores sejam impactados por ele.

Agora cruze os dados: com as informações que você tem sobre o seu público-alvo, quais mídias seriam mais adequadas?

Com as mídias definidas, decida agora qual o melhor formato que você pode utilizar.

Formatos de convites para treinamento

Como falamos ali em cima, não existe um formato ideal, existem formatos recomendados. Vamos listar aqui algumas opções utilizadas no mercado que você também pode utilizar.

Vídeo Teaser

Você pode fazer um vídeo teaser, mostrando um pouco do conteúdo para instigar curiosidade e motivar a participação dos colaboradores. Mostre algumas telas e destaque informações, que podem aumentar o engajamento, como: o que o colaborador vai ganhar ao concluir o treinamento.

Quando falamos em ganhar, não significa necessariamente um prêmio (o que também pode ser), mas conhecendo o seu público, veja o que pode atraí-lo. Talvez conhecimento técnico em uma área que pode destacá-lo para futuras oportunidades? Analise e veja o que pode ser destacado.

Vídeo com Influenciador

Além do vídeo teaser, você pode criar um vídeo com alguém que possa influenciar a participação dos colaboradores no treinamento. Faça um vídeo com esse influenciador convidando as pessoas a participarem. Exemplos:  Um líder/gestor da área, um especialista que seja referência no mercado, enfim, alguém que desperte a curiosidade e a necessidade em participar de fato do treinamento.

Esses vídeos podem ser disponibilizados por e-mail, na TV corporativa e até via whatsapp. O meio que você vai disponibilizá-lo depende da sua estratégia.

E-mail

Você pode enviar um convite por e-mail. Pense no que pode chamar mais atenção dos colaboradores. Um e-mail simples de texto resolve ou quem sabe algo mais elaborado, com banners mostrando a identidade visual que vai ser utilizada no treinamento?

Cartaz

Se o seu público é muito ativo e divide o dia entre tarefas no computador e outras em outros departamentos, circulando muito pela empresa, espalhar cartazes em pontos chaves pode ser uma boa forma de atraí-los.

Lembre-se que listamos aqui algumas das muitas opções de formatos que você pode utilizar. Use a sua criatividade e defina formatos que realmente vão engajar o seu público.

Passo #3 – Defina a estratégia de engajamento

Agora que você já definiu o formato e já sabe em quais mídias vai aplicar, defina a estratégia de engajamento. Não use apenas um formato ou mídia, veja dois ou três (ou a quantidade que você considerar necessária) que sejam pertinentes ao seu público e crie uma estratégia, ou seja, quando convidar, qual formato utilizar e quando reforçar o convite.

Assim como treinamento não funciona em um único evento, o mesmo acontece com o convite. Tenha certeza que o seu público foi impactado com a sua mensagem, que recebeu o seu convite e que está motivado a participar do treinamento.

O que não pode faltar nos convites para treinamento

Ao estruturar o convite, leve alguns pontos em consideração.

  • Ele deve ser claro e objetivo. A comunicação utilizada deve ser de acordo com o público-alvo.
  • Informe o objetivo do treinamento. Por que o colaborador deve fazer o treinamento?
  • Informe o que o colaborador ganha ao realizar o treinamento. Conhecimento especializado? Oportunidade de crescimento? 
  • Informe prazos e como que o colaborador pode acessar o treinamento. 

Exemplo

Para você visualizar o processo, vamos utilizar a situação abaixo:

Patrícia, Analista de Treinamento da empresa Z, construiu um treinamento online sobre liderança para os gestores da empresa. Os gestores passam a maior parte do tempo circulando pela empresa e acompanham os e-mails e demais atualizações pelo celular. O treinamento seria publicado no LMS da empresa no dia 20/09. Ela montou a seguinte estratégia:

06 de setembro: vídeo teaser, mostrando algumas telas do conteúdo. Como a empresa tem uma linguagem mais despojada e os gestores compartilham dessa cultura, o vídeo foi produzido com uma pegada mais divertida, com o intuito de aumentar o engajamento.

13 de setembro: e-mail com contagem regressiva, mostrando como aconteceria o treinamento e o que os gestores iriam ganhar ao participar. O objetivo aqui foi despertar expectativa na semana anterior ao treinamento.

17 de setembro: cartazes pela empresa com contagem regressiva e com a identidade visual do treinamento para reforçar o convite.

20 de setembro: dia que começa o treinamento! E-mail com as informações de onde e como acessá-lo..

27 de setembro: vídeo com influenciador convidando e falando o quanto seria importante a participação do colaborador no treinamento.

04 de outubro: e-mail/vídeo com depoimento de colaboradores que já finalizaram o curso, reforçando o convite para os que ainda não iniciaram ou não finalizaram.

Como você pode ver, o convite vai além da data de publicação do conteúdo no LMS. Lembre-se de tentar engajar aqueles que não foram  impactados nos primeiros convites.

Importante: exclua da sua lista de convite aqueles que já finalizaram o treinamento nos primeiros convites para que não recebam mais convites.

Conclusão

Fomentar o engajamento é a cereja do bolo do seu treinamento, afinal você planejou tudo com tanto cuidado e dedicação para os treinamentos serem feitos e aproveitados ao máximo, certo?

Então, reserve um tempo para cuidar da sua estratégia e criar convites interessantes e motivadores para impactar e fazer com que seus colaboradores participem e aproveitem ao máximo o conteúdo ali apresentado.

Adesão e engajamento na educação corporativa | Curso Prático

 

 

Renata Sagaz

Sagitariana com ascendente em capricórnio apaixonada por séries, gatos e sushi, não necessariamente nessa ordem. Fascinada por novas experiências, é publicitária e trabalha no marketing da Mobiliza.


Temas do blog



Dê sua contribuição