Cases

Parcerias de sucesso

Seus desafios são os nossos! Conheça histórias
que construímos junto com nossos clientes.

Desafio: estruturação de uma Trilha de Formação Básica no LMS da EMS para toda a Força de Vendas

O que o cliente precisava?

A área de treinamento da EMS Prescrição tinha como objetivo estruturar novas trilhas de aprendizagem para mais de 1300 representantes de visitação médica da empresa. O setor já possuía todos os conteúdos brutos de forma estática para a Formação Básica e precisava adequar a comunicação para a realidade do novo LMS, que tinha sido lançado na empresa. Esse projeto foi encabeçado pelo Luan Jacob, que foi o nosso ponto focal durante toda a execução.

Ler case

O que o cliente precisava?

A área de treinamento da EMS Prescrição tinha como objetivo estruturar novas trilhas de aprendizagem para mais de 1300 representantes de visitação médica da empresa. O setor já possuía todos os conteúdos brutos de forma estática para a Formação Básica e precisava adequar a comunicação para a realidade do novo LMS, que tinha sido lançado na empresa. Esse projeto foi encabeçado pelo Luan Jacob, que foi o nosso ponto focal durante toda a execução.

O desafio era transformar todo o conteúdo bruto, que a empresa já tinha, em treinamentos online que chamassem a atenção do público e gerassem mais engajamento. Com isso, a área de T&D queria garantir que todos os colaboradores entendessem o conhecimento básico para que tivessem o mesmo nivelamento e, consequentemente, uma performance melhor no campo.

Solução Mobiliza

Antes de sugerir qualquer mídia ou ação a ser realizada, a Mobiliza propôs um diagnóstico mais aprofundado para entender e organizar todo o material produzido pela EMS até então. Fizemos entrevistas de campo, análises dos materiais e mapeamento do público-alvo para oferecer uma solução que realmente fizesse sentido para a realidade da empresa.

Resultado

Elevamos o nível de engajamento do treinamento online por todos os representantes no campo. Criamos juntos um plano de ação e planejamento completo para 2018, com um programa de capacitação de novos representantes. Assim, eles teriam acesso a conteúdos essenciais de forma interativa e com uma linguagem adequada.

Para a criação da Trilha de Formação Básica, foram necessários seis meses para produzir 74 cursos, que contemplam a cultura da empresa e todos os seus produtos.

A adesão dos representantes à trilha e a taxa de conclusão do treinamentos estão superando todas as metas de engajamento previstas para o ano.

A EMS Prescrição está hoje com trilhas mais estruturadas e com um grande engajamento de seus colaboradores no LMS. Também continua desenvolvendo projetos em parceria com a Mobiliza para, cada vez mais, proporcionar experiências impactantes para seus colaboradores.

Desafio: engajamento e produção de conteúdo mobile

O que o cliente precisava?

A Eliana, Gerente de Desenvolvimento na Quanta, tinha o desafio de fazer um treinamento gamificado para a sua força de vendas. Ela não sabia ao certo por onde começar, mas já tinha uma ideia de como o curso deveria ser para dar certo: curto e mobile.

Ler case

O que o cliente precisava?

A Eliana, Gerente de Desenvolvimento na Quanta, tinha o desafio de fazer um treinamento gamificado para a sua força de vendas. Ela não sabia ao certo por onde começar, mas já tinha uma ideia de como o curso deveria ser para dar certo: curto e mobile.

Solução Mobiliza

Como o investimento para adequar um treinamento interativo ao formato mobile seria alto, a Mobiliza sugeriu fazer uma pesquisa com o público-alvo que faria o curso para confirmar as hipóteses da Eliana.

A análise dos resultados foi surpreendente: o público não viu problema de o treinamento ser longo e eles queriam estudar pelo computador, não pelo celular ou tablet.

Com o resultado da pesquisa, apresentamos duas propostas para a Eliana: uma para o projeto do treinamento em desktop e outra para a versão mobile. Assim, ela teria como escolher qual investimento seria mais viável para aquele momento.

Resultado

Recomendamos a contratação da versão que não era mobile, já que não havia essa necessidade para atender o público que queria estudar pelo computador. A opção mobile do projeto também custaria R$ 30 mil a mais do que a versão desktop.

Eliana escolheu a opção desktop, diminuindo os custos do projeto, atendendo às necessidades do público-alvo e gerando, assim, mais engajamento.